Blog


Tudo o que precisa de saber sobre a Água Hidrogenada

Diferenças entre os antioxidantes de origem vegetal e do hidrogénio molecular


Diferencias entre los antioxidantes de origen vegetal y del hidrógeno molecular

 

http://www.hydrogen.com.es/galeria/images/diferencias-entre-los-antioxidantes-de-origen-vegetal-y-del--hidrogeno-moleculara.png 

Muitas pessoas questionam-se sobre quais são as diferenças entre hidrogénio molecular e os antioxidantes dos alimentos. Esta é uma questão complicada para responder, uma vez que não podemos compará-los. É mais complicado do que isso. Não podemos parar de tomar hidrogénio molecular e esperarmos continuar a ter os benefícios que obtivemos com os antioxidantes dos alimentos, nem podemos simplesmente ingerir hidrogénio molecular e esperar que nos traga os benefícios dos antioxidantes dos alimentos.

Alguns dos antioxidantes presentes nos alimentos são nutrientes essenciais, como a vitamina C. Este antioxidante faz mais coisas além de neutralizar radicais livres; também desempenha um papel importante em áreas como síntese de colagénio. Não devemos cair no erro de pensar que ao consumir a quantidade suficiente de hidrogénio molecular equivale a consumir alimentos ricos em antioxidantes.

O que elimina mais radicais livres, a vitamina C ou hidrogénio molecular? Com base na estequiometria, uma molécula de vitamina C pode neutralizar dois radicais livres, o que equivale ao que uma molécula de hidrogénio molecular pode fazer. Beber um litro de água enriquecida com hidrogénio a uma concentração de 1,4 ppm nos daria aproximadamente a mesma quantidade de "moléculas antioxidantes" (gás hidrogénio), do que ingerir 100 mg de "moléculas antioxidantes" da vitamina C.

No entanto, algumas moléculas de vitamina C podem ser rejuvenescidas pelo nosso corpo e usadas novamente, não acontecendo o mesmo com o hidrogénio molecular. Por outro lado, o hidrogénio molecular pode aumentar a geração de poderosas enzimas antioxidantes no nosso corpo, proporcionando assim uma maior proteção, o que a vitamina C não pode fazer. Curiosamente, a ingestão de vitamina C em altas concentrações pode impedir que esse aumento ocorra.

Que semelhanças existem nos antioxidantes dos alimentos e os do hidrogénio molecular? Ambos são naturais para o corpo. Nenhum é artificial ou sintético. Ambos são potencialmente a chave para a longevidade. Ambos promovem a saúde e o bem-estar.

Qual a diferença entre o hidrogénio molecular dos antioxidantes dos alimentos? O hidrogénio molecular apenas neutraliza os radicais livres prejudiciais. O hidrogénio molecular não deixa nenhum resíduo ao neutralizar os radicais livres. O hidrogénio molecular aumenta o próprio sistema antioxidante do corpo. O hidrogénio molecular também atua como uma molécula de sinalização REDOX, tendo assim outros benefícios. O hidrogénio molecular é a molécula mais pequena existente, permitindo que ele penetre facilmente nas células.

(Nota: O Hapenas tem una massa molecular de 2 g/mol, enquanto que a vitamina C tem 176.2 g/mol).

O hidrogénio molecular não tem efeitos tóxicos conhecidos, inclusivé ingerindo-o em grandes quantidades.

Resumo: Com essas semelhanças e diferenças em mente, podemos dizer que o hidrogénio molecular não substitui os antioxidantes encontrados nos alimentos, mas na verdade funciona em conjunto, além de proporcionar benefícios adicionais.

Referencias:

1. Matarese, L. E., & Gottschlich, M. M. (1998). Contemporary nutrition support practice: a clinical guide. WB Saunders.

2. Chen, Q., Espey, M. G., Sun, A. Y., Pooput, C., Kirk, K. L., Krishna, M. C., & Levine, M. (2008). Pharmacologic doses of ascorbate act as a prooxidant and decrease growth of aggressive tumor xenografts in mice. Proceedings of the National Academy of Sciences, 105(32), 11105-11109.

3. Arrigoni, Oreste, and Mario C. De Tullio. “Ascorbic acid: much more than just an antioxidant.” Biochimica et Biophysica Acta (BBA)-General Subjects 1569, no. 1 (2002): 1-9.

4. Murad, S., D. Grove, K. A. Lindberg, G. Reynolds, A. Sivarajah, and S. R. Pinnell. “Regulation of collagen synthesis by ascorbic acid.” Proceedings of the National Academy of Sciences 78, no. 5 (1981): 2879-2882.

5. Harris, D. C. (2010). Quantitative chemical analysis. Macmillan.

6. Washko, P. W., Wang, Y. A. O. H. U. I., & Levine, M. (1993). Ascorbic acid recycling in human neutrophils. Journal of Biological Chemistry, 268(21), 15531-15535.

7. KAWAMURA, T., WAKABAYASHI, N., SHIGEMURA, N., HUANG, C. S., MASUTANI, K., TANAKA, Y., NODA, K., PENG, X., TAKAHASHI, T., BILLIAR, T. R., OKUMURA, M., TOYODA, Y., KENSLER, T. W. & NAKAO, A. (2013). Hydrogen gas reduces hyperoxic lung injury via the Nrf2 pathway in vivo. Am J Physiol Lung Cell Mol Physiol 304,L646-56.

8. XIE, K., YU, Y., HOU, L., CHEN, H., HAN, H., XIONG, L. & WANG, G. (2012). Nrf2 is critical in the protective role of hydrogen gas against murine polymicrobial sepsis. British Journal of Anaesthesia 108, 538-539.

9. Gomez-Cabrera, M. C., Domenech, E., & Viña, J. (2008). Moderate exercise is an antioxidant: upregulation of antioxidant genes by training. Free Radical Biology and Medicine, 44(2), 126-131.

10. CHRISTL, S. U., MURGATROYD, P. R., GIBSON, G. R. & CUMMINGS, J. H. (1992). Production, metabolism, and excretion of hydrogen in the large intestine. Gastroenterology 102, 1269-77.

11. ZHANG, J. Y., LIU, C., ZHOU, L., QU, K., WANG, R. T., TAI, M. H., LEI, J. C. W. L., WU, Q. F. & WANG, Z. X. (2012). A Review of Hydrogen as a New Medical Therapy. Hepato-Gastroenterology 59, 1026-1032.

12. OHSAWA, I., ISHIKAWA, M., TAKAHASHI, K., WATANABE, M., NISHIMAKI, K., YAMAGATA, K., KATSURA, K., KATAYAMA, Y., ASOH, S. & OHTA, S. (2007). Hydrogen acts as a therapeutic antioxidant by selectively reducing cytotoxic oxygen radicals. Nat Med 13, 688-694.

13. DIXON, B. J., TANG, J. & ZHANG, J. H. (2013). The evolution of molecular hydrogen: a noteworthy potential therapy with clinical significance. Med Gas Res 3, 10.

14. OHTA, S. (2011). Recent progress toward hydrogen medicine: potential of molecular hydrogen for preventive and therapeutic applications. Curr Pharm Des 17, 2241-52.

15. OHNO, K., ITO, M. & ICHIHARA, M. (2012). Molecular hydrogen as an emerging therapeutic medical gas for neurodegenerative and other diseases. Oxidative Medicine and Cellular Longevity 2012, 353152.

BY TYLER IN ANTI-OXIDANTSPLANTS ON JANUARY 24, 2014

http://www.molecularhydrogenfoundation.org/2014/01/24/what-are-the-differences-between-plant-based-antioxidants-and-molecular-hydrogen/